[Iberê] Tubos em PPR, boa alternativa ao cobre nas tubulações de água quente 
Login: 
Senha:   
Fazer cadastro conosco
O Site | Quem somos | Contato | Cadastre-se | Apoiadores
Equipe | Perguntas freqüentes

Home   Edições impressas   Cursos e Eventos   Todos os artigos  
Resenhas   Anuncie   Quer colaborar?  
Google

Você está aqui: Home » Artigos sobre Hidráulica
Artigo (veja mais 8 artigos nesta área)

Tubos em PPR, boa alternativa ao cobre nas tubulações de água quente

Por Arq. Me. Iberê Moreira Campos equipe


A tubulação de cobre é velha conhecida dos construtores pelo seu uso nas instalações prediais de água quente. O cobre em si é um excelente material, mas é caro e difícil de trabalhar pois precisa ser soldado com estanho, num processo que demanda muita habilidade para não comprometer a qualidade do serviço. Os tubos em PPR vieram para fazer frente ao cobre na mesma função, e com algumas vantagens.

Apesar de ter sido lançado recentemente, o PPR já está substituindo tubulações em cobre nas obras das principais construtoras do país como Gafisa, Cyrela, Líder, Matec, Goldsztein, RJZ e Plaenge. A linha PPR é composta por tubos com comprimentos comerciais de quatro metros e conexões disponíveis nos diâmetros de 20, 25, 32, 40, 50, 63, 75 e 90 mm. Permite realizar de instalações hidráulicas das mais variadas formas, com um excelente resultado no tempo de aplicação. A união entre as peças é feita pelo processo de termofusão, o que significa que tubos e conexões se fundem molecularmente a 260°C, passando a formar uma tubulação contínua para a segurança total do sistema dispensando o uso de solda, roscas e colas.

O Polipropileno Copolímero Random - Tipo 3, ou PPR, é uma resina de última geração e o que existe de mais moderno em condução de água quente. O PPR superou diversos testes nos mais avançados laboratórios e também as mais exigentes condições de uso em países europeus como Alemanha, Itália e Holanda, que utilizam a solução com sucesso há mais de 25 anos. Além de ser resistente a temperaturas muito acima das exigências das normas técnicas brasileiras, ou seja, picos de até 95ºC, o PPR é atóxico e proporciona menor perda de carga. A baixa condutividade térmica conserva a temperatura da água transportada por mais tempo, evitando a transmissão de calor para a parte externa do tubo, o que dispensa a necessidade de isolamento térmico.

Com essas características, o PPR agiliza o processo de instalação e, conseqüentemente, reduz o tempo de execução da obra, quando comparamos com uma instalação tradicional em cobre. O material feito em PPR é projetado para durar mais de 50 anos sem apresentar qualquer tipo de corrosão ou perfuração das tubulações, conforme as mais rigorosas normas européias (ISO 15874).

A linha PPR é recomendada para residências, edifícios residenciais e comerciais, hotéis, restaurantes e instalações que tenham alta exigência de desempenho e durabilidade, como hospitais e centros médicos. Diante da excelente resistência à pressão, ataques físico-químicos e absorção de vibrações e movimentos, também pode ser utilizada em larga escala para condução de fluidos em embarcações e em instalações industriais.

Outros benefícios do PPR:
  • É livre de incrustações, por ter paredes internas muito lisas
  • Livre de corrosão, não oxida e tem boa resistência física
  • Não requer isolamento térmico, pela reduzida transferência de calor para a parte externa do tubo
  • Melhor Isolamento acústico que o cobre
  • É atóxico, podendo ser utilizado em hospitais, centros médicos e na indústria naval
  • Mais flexível que o cobre, podendo ser instalado com curvas longas e desvios
  • Instalação fácil e rápida
  • Preço menor. Uma instalação completa para água quente em PPR custa aproximadamente 20% menos que a mesma instalação em cobre.
  • Garantia total das juntas entre tubos e conexões, pois não há união entre tubos e conexões, mas sim termofusão que forma uma tubulação contínua para a segurança total do sistema
  • Baixa atração para os ladrões, diferente do que acontece com o cobre
  • Não é necessário fazer aterramento da tubulação para proteção contra raio
O PPR veio para ficar, podendo substituir o cobre, com vantagens, na maioria das situações da construção civil.

Mais informações sobre o PPT no site da Amanco ou então no site da Tigre

Publicado em 08/02/2007 às 13:05 hs, atualizado em 28/06/2016 às 18:49 hs


Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato
Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Login:
Senha:
  • Se você já se cadastrou no site, basta fornecer seu nome e senha.
  • Caso ainda não tenha se cadastrado basta clicar aqui.


TEMOS MAIS 8 ARTIGOS SOBRE :
Como posso dimensionar a caixa d'água da minha residência?
Tendência do uso de aquecimento de água no Brasil
Esquema de funcionamento e dimensionamento da instalação de água fria em residências
Água quente nos banheiros: qual é a melhor opção de aquecedor, elétrico, gás ou solar? Central ou localizado?
Conexão à rede pública de esgoto e o controle de roedores
Dúvidas Mais Freqüentes no uso de Tubos de PVC
Calcário na água – um problema de saúde pública?
Bacias sanitárias e o consumo de água

 

SEJA VOCÊ TAMBÉM UM COLABORADOR!

Colabore com nosso site, contribua para o desenvolvimento da Arquitetura e construção e, de quebra, aumente seu currículo e promova sua empresa!
É simples:
  • Se você é uma pessoa física e deseja colaborar com notícias, artigos e sugestões, veja a seção Quero colaborar
  • Caso tenha uma empresa do setor e quer divulgá-la junto aos nossos visitantes, veja a seção Anuncie
  • Caso sua empresa faça Assessoria de Imprensa para um ou mais clientes, você pode mandar os releases para nossos repórteres e teremos a maior satisfação divulgar as notícias neste espaço.
  • Se você é um órgão de imprensa, contate-nos em imprensa@luzes.org e conheça as várias maneiras para interagir com nosso site e nossos visitantes.

Tel (11) 3483-9868
Fax (11) 2368-4666
Email: contato@luzes.org
  • Por favor entre em contato para qualquer dúvida, imprecisão do conteúdo ou informação indevidamente divulgada.
  • Os artigos e demais informações assinadas são de integral responsabilidade de seus autores.
  • O conteúdo deste site está protegido pelo Acordo Internacional da Creative Commons.
  • Os produtos e serviços de terceiros aqui divulgados são de inteira responsabilidade de seus anunciantes.
  • Nosso nome, logomarca e demais sinalizações estão protegidas na forma da lei.